sábado, 17 de dezembro de 2011

Faísca

Uma luz reage
Tal raio faceiro
Um impulso ruge
Carruagem-cocheiro
Tua mão age
Crime sem cheiro
Uma gota arde
Um olho porteiro
Consequência em parte
Razão por inteiro
Explosão encarde
Coração ligeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário